Gestão

Desde fevereiro de 2014, a Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Ouro Preto (ADOP), em parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto, assumiu a gestão compartilhada do Centro de Artes e Convenções da UFOP. Essa grande parceria, que tem duração inicial de dois anos, podendo ser prorrogada, objetiva a promoção de um novo modelo de gestão, pelo qual se pretende organizar a agenda do Centro de maneira mais eficaz, além de aproximar o espaço da comunidade local.

De acordo com o contrato, assinado pelo reitor da UFOP, Marcone Jamilson Freitas Souza, e o Coordenador de Parceiros da ADOP, Gabriel Tropia, fica estabelecido que, por ano, 120 dias serão destinados a eventos acadêmicos e 200 dias voltados para a captação de eventos ou atividades que contribuam com o fomento do turismo e da economia do município de Ouro Preto e região.

Nos últimos 13 anos, a administração do Centro de Convenções esteve sob a responsabilidade da Fundação Educativa de Rádio e Televisão Ouro Preto (FEOP), que desenvolveu diversos trabalhos de grande significância para a história do espaço.

 

Regulamento de Aquisições de Bens e Contratações de Serviços da ADOP

Com o intuito de esclarecer a todos, a ADOP disponibiliza o regulamento de Aquisições de Bens e Contratações de Serviços para o Centro de Artes e Convenções da UFOP, esclarecendo os termos e critérios para a operação dos recursos derivados do Termo de Parceria SECON n° 01843, estabelecido entre a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e a ADOP em 31/01/2014, com objetivo de evidenciar os elementos constituintes da Gestão Compartilhada do Centro de Artes e Convenções da UFOP - Parque Metalúrgico Augusto Barbosa.

Para ter acesso às diretrizes, acesse o regulamento.

 

Saiba mais sobre a Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Ouro Preto (ADOP):

A Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Ouro Preto (ADOP) foi criada em 2004, por meio da parceria entre empresas locais, poder público e sociedade civil. Por ser uma instituição privada, sem fins econômicos e apartidária, a entidade tem como missão ser agente do desenvolvimento sustentável do município de Ouro Preto e do Estado de Minas Gerais na articulação, integração e no fortalecimento financeiro e social, respeitando sempre os patrimônios humano, natural, cultural e histórico.

Contribuindo com diversos serviços para sociedade civil, a ADOP contribui diariamente para promover a capacitação empresarial, cadastro e regulamentação dos microemprendedores individuais, além de gerir projetos e apoiar diversas inciativas que contribuem com o fomento da construção constante e fundamentada da histórica Ouro Preto. Entre suas principais ações recentes, está o gerenciamento da obra do Paço da Miserircórdia - Centro de Artes e Fazeres de Ouro Preto, além do apoio às inciativas comunitárias de várias empresas da região, com destaque para o Programa Valorizar, da Vale, e o Ambienta, da Novelis. A sustentabilidade financeira da ADOP  é garantida pelas contribuições dos parceiros e receitas derivadas da prestação de serviços.  

Outras informações: www.adop.org.br

 

Conheça a história da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP):

A Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) foi criada em 21 de agosto de 1969, com a junção das centenárias e tradicionais Escola de Farmácia e Escola de Minas. Ao longo dos anos, cresceu e ampliou seu espaço físico, ganhando novos cursos, professores e colaboradores.

A Escola de Farmácia foi criada em 1839. Construída na antiga sede da Assembleia Provincial, local onde foi jurada a 1ª Constituição Republicana de Minas Gerais, a Escola foi a primeira faculdade do Estado e é a mais antiga na área farmacêutica da América Latina

No ano de 1876, o cientista Henri Gorceix fundou a Escola de Minas, primeira instituição brasileira dedicada ao ensino de mineração, metalurgia e geologia. Sediada no antigo Palácio dos Governadores, no centro de Ouro Preto, foi transferida, em 1995, para o campus Morro do Cruzeiro.

Já em 1979, na cidade de Mariana (MG), surge o Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS). Localizado no prédio onde funcionava o Seminário de Nossa Senhora da Boa Morte, hoje o campus abriga os cursos de História, Letras e Pedagogia. Com o interesse da comunidade na área das artes, foi criado o Instituto de Filosofia, Artes e Cultura (IFAC), em 1981, em Ouro Preto, onde são oferecidas as graduações em Artes Cênicas, Música e Filosofia.

A Escola de Nutrição foi fundada somente em 1994, funcionando no campus Morro do Cruzeiro. Em 2002, a Universidade, em processo de ampliação, inaugura o campus avançado de João Monlevade, oferecendo os cursos de Sistema de Informação e Engenharia de Produção. Em 2009, com a criação dos cursos de Engenharia Elétrica e Engenharia de Computação, foi elevado a Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (ICEA).

O Reuni possibilitou também a implantação do curso de Educação Física, em 2008, no Centro Desportivo da Universidade (Cedufop), no campus Morro do Cruzeiro, em Ouro Preto. Desde 1970, o centro desenvolvia atividades em parceria com vários cursos de graduação. Outros institutos também foram criados como o de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) em Mariana, e o Escola de Medicina, em Ouro Preto. 

Hoje, a UFOP oferece 42 cursos de graduação, sendo 38 presenciais e quatro a distância. Quanto à pós-graduação, são ofertados 22 cursos de mestrado, nove opções de doutorado e três especializações a distância. No total, são mais de 15 mil alunos, cerca de 800 técnicos-administrativos e aproximadamente 800 professores, entre efetivos e substitutos.

No período 2013-2017, o reitor da UFOP é o professor Marcone Jamilson Freitas Souza.

Saiba mais sobre a UFOP: www.ufop.br

 



Parque Metalúrgico Augusto Barbosa Centro de Artes e Convenções da UFOP
Diogo Vasconcelos n° 328 Pilar | Ouro Preto - MG | 35400-000
contato@centrodeconvencoesufop.com.br
(031)3559-3400 ou (031)3551-1015